branca 

Bacharel em Letras Anglo-Germânicas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1983), mestre em Lingüística pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1996) e doutora em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (2002). Atualmente é Professora Adjunta da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Tem experiência na área de Lingüística Aplicada, com ênfase em implementação de inovações no contexto educacional, atuando principalmente nas seguintes áreas: aspectos socioculturais da educação lingüística; interação e processos de construção de conhecimento; discursos midiáticos e processos de construção de conhecimento; processos de desestabilização identitária. 

 

christinePossui graduação em Letras pela Universidade Católica de Pelotas (1987), mestrado em Letras pela Universidade Católica de Pelotas (1996) e doutorado em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2003). Atualmente é professor adjunto II da Universidade Federal do Rio de Janeiro, vinculada ao Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Linguística Aplicada como orientadora de mestrado. Seu interesse de pesquisa é no Ensino e Aprendizagem de Línguas, atuando principalmente nos seguintes temas: autonomia do professor e aluno na aprendizagem de línguas, crenças e formação de professores com um viés pela Teoria Sociocultural e Pedagogia Crítica. É presidente da ALAB (Associação de Linguística Aplicada do Brasil) no biênio 2011-2013. 

ktia

 

Possui mestrado em Linguística Aplicada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1993) e doutorado em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2004). É professora adjunta da Universidade Federal do Rio de Janeiro, atuando no Programa Interdisciplinar de Linguística Aplicada e no Setor de Inglês do Departamento de Letras Anglo-Germânicas da Faculdade de Letras. Coordena o grupo de pesquisas LingNet (www.lingnet.pro.br), desenvolvendo e orientando pesquisas na Área de Linguagem, Educação e Tecnologia. Seus temas de interesse incluem o uso das novas tecnologias na educação (presencial e a distância), a formação do professor e o ensino de leitura (com a mediação das novas tecnologias).

luizpauloProfessor Titular do Programa Interdisciplinar de Lingüística Aplicada da UFRJ e Pesquisador do CNPq. É PhD em Lingüística Aplicada pela Universidade de Londres. Foi presidente da Associação de Lingüística Aplicada do Brasil, atuou como representante da área de Letras e Lingüística no Conselho de Assessores do CNPq e como conselheiro da Associação de Pós-Graduação em Letras e Lingüística (ANPOLL). Já publicou oito livros no Brasil (Oficina de Lingüística Aplicada, Identidades Fragmentadas, Discursos de Identidades, Identidades - Recortes Multi- e Interdisciplinares, Por uma Linguística Aplicada INdisciplinar, Performances, Para além da identidade: fluxos, movimentos e trânsitos e Estudos de identidade: entre saberes e práticas) e artigos em revistas científicas e capítulos de livros no Brasil, México, Estados Unidos, Holanda e Inglaterra. Atua na área de lingüística aplicada, especificamente no campo das relações entre o discurso e as práticas sociais, com ênfase em estudos sobre letramentos escolares (língua estrangeira e materna) e não-escolares (midiáticos) e os processos de construção das identidades sociais (gênero, sexualidade e raça). 

rogrioPossui Doutorado em Letras (Estudos da Linguagem - PUC-Rio, 2006), Mestrado em Lingüística Aplicada (Interação e Discurso - UFRJ, 2001), Especialização em Língua Inglesa (PUC-Rio, 1998), Licenciatura em Língua Inglesa (Universidade Santa Úrsula, 1995) e Bacharelado em Ciências Econômicas (UERJ, 1994). É Professor Adjunto de Língua Inglesa da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), onde atua no Setor de Língua Inglesa e no Programa Interdisciplinar de Pós-graduação em Linguística Aplicada. Seu projeto de pesquisa intitula-se Práticas identitárias no livro didático: circulação de discursos e vozes na construção do conhecimento, e seus interesses de pesquisa incluem: avaliação e produção de material didático, multiletramentos, ensino de língua materna e estrangeira, formação de professores, e a natureza socioconstrucionista do discurso e das identidades sociais. Foi eleito tesoureiro da Associação de Linguística Aplicada do Brasil para o biênio 2012-2013.